Economista conversa com acadêmicos

Com bom humor e “tato” de quem está acostumado a lidar com a imprensa, o economista Ricardo Guedes conversou na terça-feira, 10, com os acadêmicos do sexto e sétimo períodos. “Eu gosto de dar informação porque eu preciso buscar essa informação. Aprender também, porque a Economia não é estática”, comenta quando perguntado se gosta de ser fonte.

Além de explicar conceitos básicos do noticiário econômico (bolsa de valores, conversão de moedas, liquidez, volatilidade), Guedes orientou a rapaziada sobre como lidar bem com o dinheiro para fazê-lo render.  Mas, o foco da conversa foi mesmo a experiência de Guedes como fonte especializada em economia. Aí vão algumas dicas do economista para o repórter novato evitar gafes:

– Tenha foco. Em matéria sobre um índice geral de preços, por exemplo, especifique um setor para que o economista comente as implicações do índice. “Para cada pessoa existe uma inflação diferente”, observa Guedes.- Em determinados casos, generalizar é importante para comparações. Mas tenha o foco em mente.

– Seja ético com o entrevistado. Se você dispõe dos números do índice, insira-o na pergunta. Não peça ao economista que cite o número somente para retrucar que ele está errado quando houver discordância.

– Economista não é vidente. Os economistas realizam projeções com base em cálculos. Portanto, não peça que o entrevistado faça previsões de economia durante a entrevista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s