A alma dos personagens em outro idioma

Professor ensina as técnicas e segredos da dublagem

 

Texto: Lucas Machado

 

 

A Oficina de Dublagem, ministrada pelo professor André Vailati, é uma das grandes novidades para o evento Olhares Múltiplos desse semestre.  Ele pretende fazer uma breve passagem pela história da dublagem no Brasil e dar a chance aos alunos de conhecer como funciona um trabalho de dublador na prática.

Segundo Vailati, a dublagem é um mercado que está em franca expansão, e para entrar no meio, é necessário o DRT (registro) de ator. “A dublagem do Brasil é uma das melhores do mundo”, diz e destaca os estúdios Álamo e Herbert Richers que ficaram na memória do público e também a Disney/Pixar, em que seus produtores acompanham de perto o processo de escolha de tradução e dublagem.

O professor lembra o caso do seriado Lost, que em meados de sua temporada, o estúdio de dublagem mudou e seus respectivos dubladores foram substituídos.  “A gente se apega às vozes, o dublador dá alma ao personagem”. Quando perguntado qual seu dublador favorito, ele exalta a versatilidade de Wendel Bezerra, famoso por dar vida ao Bob Esponja, Jackie Chan e ao Goku da saga Dragon Ball e responsável pela Universidade da Dublagem, uma espécie de escola de dubladores brasileira. Bezerra também é diretor de dublagem, aquele que distribui os personagens aos dubladores. “Há casos em que o diretor de dublagem escala errado o elenco e a dublagem sai péssima. A culpa não é nem do dublador”, afirma o professor.

A conversão da dublagem analógica para a digital mudou o

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s