Série TCC: Eis-me aqui: missionários cristãos

Falar do amor ao próximo foi o que a acadêmica Thalita Costantinov fez durante o Trabalho de Conclusão de Curso. Por meio de um documentário, ela retrata histórias vividas por missionários cristãos e a forma que eles abdicam o seu tempo para fazer tarefas como levar comida, roupa ou esperança a outras comunidades. Abaixo, Thalita conta um pouco como foi vivenciar essas histórias.

Você escolheu fazer um documentário sobre missionários cristãos. Como foi a escolha do tema?

A escolha partiu inicialmente quando amigas minhas decidiram se tornar missionárias, e assim fui aprendendo coisas novas sobre esta profissão e conversando com outras pessoas, muitas mostravam ter pouco ou nenhum conhecimento sobre o assunto. Passei a ver com outros olhos a profissão e percebi que mais gente deveria ter a oportunidade de entendê-los melhor.

No TCC, você dá destaque para os trabalhos realizados por eles. Qual é o mais marcante?

No documentário, uma das missionárias entrevistadas, Thais Almeida, compartilha uma das experiências de suas viagens. Em uma comunidade indígena do Paraguai, os missionários perceberam que aquele povo tinha poucos recursos financeiros, e quando estava na hora de comer, as crianças sentavam embaixo de um pé de limão, e aquele era o alimento deles. Os missionários decidiram compartilhar o pouco de macarrão que tinham, mas que foi o suficiente para alimentar 50 crianças, o que Thais julga como “milagre”.

A fé e o amor ao próximo estão bastante evidentes no trabalho deles. Como foi acompanhá-los e ver, de perto, suas ações?

Meu acompanhamento foi breve, mas através das entrevistas e da proximidade que acabei tendo com todos, pude ver como é o trabalho que eles realizam, indo muito além de ir até outro povo pregar a religião a qual seguem. Mas eles enfrentam diversas dificuldades apenas para amar e falar do amor para quem precisa. Eles abrem mão do conforto e da comodidade visando o bem do próximo. Confesso que minha admiração cresceu ainda mais, porque eu percebi que eu não teria a coragem que eles têm.

O que, em sua opinião, você mais gostou do trabalho sobre o documentário a respeito dos missionários cristãos?

Em minha opinião, a história que Thais compartilha sobre as crianças da comunidade cristã é realmente muito tocante. Outro ponto que também achei interessante foram os missionários falando que eles abrem mão da vida egocêntrica que muitos jovens hoje vivem para dar amor ao próximo acima do amor próprio e de bens materiais.

Por Ismail Emiliano Pereira Filho

Edição: Carlos Praxedes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s