Prêmio Jornalista & Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade

Estão abertas as inscrições ao Prêmio Jornalistas&Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade. Considerado um dos cinco maiores prêmios na área, o concurso vai distribuir R$ 107 mil em prêmios para profissionais da imprensa, divididos em 14 categorias. Mídia Nacional, Mídia Regional, Categoria Especial Água, Grande Prêmio e Veículo do Ano em Sustentabilidade são alguns dos seguimentos que serão premiados. No total, serão distribuídos 17 troféus.

O objetivo do prêmio é incentivar a produção de conteúdos jornalísticos sobre sustentabilidade em todos os meios de comunicação e trazer a discussão à tona, em âmbito nacional.

A premiação, que chega este ano a sua quarta edição, recebe inscrições até dia 5 de setembro, através do site www.premiojornalistasecia.com.br. Podem concorrer trabalhos veiculados entre 1º de setembro de 2012  e 31 de agosto deste ano.

3º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

Recebemos e publicamos, na íntegra, para estimular nossas turmas a participarem:

Estudantes de Jornalismo de todo o Brasil podem participar da 3ª edição do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, realizado pelo Instituto Vladimir Herzog. Os universitários têm até 30 de Setembro para cadastrar seus trabalhos e concorrer a uma viagem para presenciar o Encontro Mundial de Jovens Artistas 2012, em Nottingham, na Inglaterra (WEYA-World Event Young Artists 2012).  A inscrição é gratuita, com informações sobre regulamento e ficha cadastral no site www.vladimirherzog.org.

Para se inscrever, os futuros jornalistas deverão elaborar uma pauta, nos padrões determinados no regulamento, sobre o tema “Oito objetivos do Milênio”, que compreenda os assuntos Direito à Vida e/ou Direito à Justiça. O projeto pode ser produzido em grupos de até três alunos, com obrigatoriedade de orientação de um professor da universidade em que os candidatos estão matriculados.

 As sugestões de pauta poderão ser elaboradas com o objetivo de realização de matéria para jornal, revista, rádio, televisão, internet, web-rádio, web-tv ou até mesmo fotojornalismo.

Uma comissão julgadora avaliará a originalidade, a relevância, a ética na elaboração e apresentação, entre outros critérios, e elegerá os dois melhores projetos. Eles serão apresentados ao público em 24 de Outubro de 2011, no Teatro Tuca, em São Paulo, durante a cerimônia de entrega do 33º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. 

Os escolhidos terão a oportunidade de produzir a matéria jornalística baseada na pauta apresentada, totalmente custeada pelo Instituto Vladimir Herzog, e ainda ver seu trabalho publicado em um dos prestigiados meios de imprensa do País.  Além disso, a melhor reportagem renderá ao autor, ou autores no caso de equipe, a viagem para participação do Encontro de Jovens Artistas, na Inglaterra.

 Para baixar o regulamento e realizar a inscrição basta acessar o endereço www.vladimirherzog.org.

3º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

Como e onde se inscrever: www.vladimirherzog.org

Até quando se inscrever: 30/09/2011

Quem pode participar: estudantes de jornalismo de todo o Brasil

Mais informações: (11) 2894 – 6650 / contato@vladimirherzog.org

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

CDI Comunicação Corporativa

Priscyla Costa 3817-7973 / priscyla@cdicom.com.br

Thiago Santiago 3817-7933 / thiago.santiago@cdicom.com.br

Jornalista da casa vence prêmio internacional

Formado com a gente aqui na Univali, o jornalista James Alberti, da RPC/Gazeta do Povo (PR), acaba de receber mais um prêmio pela série de reportagens “Diários Secretos”, que denunciou um esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Paraná.

Depois de receber o Prêmio Tim Lopes e o Prêmio Esso, James, junto com Gabriel Tabatcheik, Karlos Kohlbach e Katia Brembatti, foram agraciados com o Prêmio Latino-Americano de Jornalismo Investigativo.

No ano passado, ele e os colegas vieram à Univali e nos presentearam com um bate papo muito oportuno sobre essa vitoriosa série de reportagens.

Parabéns ao James e aos colegas!!

Acadêmica é premiada no Concurso Deutsche Welle

A vida de Michela Zamin agora vai ter ainda mais musicalidade. Ela ganhou um iPod Touch como prêmio do concurso da Deutsche Welle. A terceira colocação de Michela foi a recompensa da iniciativa da acadêmica do 4º período de Jornalismo ao fazer o trabalho.

Clique para ouvir: Michela comenta sobre o prêmio

O prêmio da Deutsche Welle correspondia ao tema: direitos Humanos no Brasil. Michela se sensibilizou com o tema e a sua reportagem trata dos direitos da vida, em Balneário Camboriú. O primeiro colocado ganhou uma viagem à Alemanha. Confira os detalhes do concurso, clique aqui.

Abertas as inscrições ao 9º Prêmio de Jornalismo Unimed SC

 Já estão abertas as inscrições ao 9º Prêmio de Jornalismo Unimed Santa Catarina. Criado para valorizar a produção jornalística em torno do tema saúde e qualidade de vida, o Prêmio já se tornou referência na área por sua seriedade e abrangência, e por estimular o trabalho de profissionais e acadêmicos atuantes no estado.

Podem ser inscritas reportagens desenvolvidas e veiculadas entre os dias 1º de julho de 2009 e 30 de junho de 2010. As inscrições terminam em 1º de julho e vale a data do carimbo dos Correios.

A participação é gratuita e exclusiva aos profissionais de imprensa e estudantes de comunicação de Santa Catarina. O Prêmio de Jornalismo Unimed SC distribui R$ 4 mil em prêmios para os primeiros colocados na categoria Profissional (Jornal/Revista, Rádio e TV) e os demais finalistas ganham um vale viagem em um hotel de lazer em Santa Catarina. A premiação para a categoria Destaque Acadêmico permanece dividida em subcategorias (Jornal/Revista, Rádio e TV) e os vencedores recebem R$ 1 mil como prêmio. Em oito edições, o prêmio contou com 972 reportagens inscritas e analisadas por um corpo de jurados formado por profissionais de comunicação que atuam em outros estados e por profissionais da saúde que integram a Unimed SC. A exemplo de 2009 este ano o processo de inscrição ao Prêmio de Jornalismo Unimed Santa Catarina continua com uma etapa inicial pela internet.

Os candidatos devem entrar no site www.unimed.com.br/premiodejornalismosc  e preencher a ficha cadastral para depois encaminhar os trabalhos físicos via Correios junto com o termo de aceite, devidamente assinado. Continuam valendo as entregas de trabalhos nas 23 Unimeds do estado e na sede da organizadora do prêmio. Confira o passo a passo das inscrições na internet e estimule a sua equipe a participar: 1ª Pré-cadastro – onde o candidato preenche um formulário com seus dados e aguarda um contato da organização via e-mail com a senha que libera o acesso ao campo restrito da inscrição; 2ª Postagem do material via ferramenta – o concorrente preenche a sua ficha de inscrição e posta o material conforme orientações do site; 3ª Envio dos documentos e do material completo pelos Correios ou entregue em mãos em uma das 23 Unimeds ou na sede da organizadora do prêmio até 1º de julho de 2010. Os originais – impressos ou em mídia eletrônica – servem para garantir a autenticidade da produção.

Univali na final do prêmio Unimed

A Univali marca presença entre os finalistas do prêmio de jornalismo Unimed, que será entregue no próximo dia 11 em Joinville.  Nas categorias de destaque acadêmico, os finalistas são:

Destaque Acadêmico

 

Na subcategoria Destaque Acadêmico Jornal/ Revista, Adriana Seguro Meyge Vale (Jornal Laboratório Zero/ Ufsc – Florianópolis) foi selecionada com o trabalho “HU oferece serviço de aborto legal a mulheres da capital” – uma reportagem que fala de um procedimento autorizado desde 1940 para vítimas que engravidam após estupro e que é realizado no hospital da Ufsc apenas em pacientes que residem em Florianópolis.

Já Gabriela Azevedo Forlin (Jornal Laboratório Cobaia/ Univali – Itajaí) inspirou-se no drama das cheias de novembro para escrever “Resquícios da grande enchente” – um trabalho que além de mesclar depoimentos de catarinenses atingidos pelas cheias fala sobre as doenças comuns após as inundações: tétano, cólera, hepatite e dengue.

Felipe da Costa (Revista Palavra de Jornalista/ Univali – Itajaí) foi classificado com “Aproveite a noite e mexa-se”. Na reportagem Felipe conta a história de pessoas que trabalham durante o dia e que aproveitam a noite para a prática da musculação e da corrida

Na subcategoria Destaque Acadêmico Rádio a dependência química volta a ser tema de reportagem com Ana Carolina Leite (Laboratório Universitário/ Univali – Itajaí) que apresentou “Escravos do Crack”. Neste trabalho a estudante apresenta casos de jovens de Itajaí que são dependentes do crack e os efeitos do vício como o aumento da criminalidade e o abandono da escola.

Paulo César dos Santos (Blog do PC/ Unidavi – Rio do Sul) classificou-se com “PAI, um programa que valoriza a terceira idade” – enfocando um programa de atenção ao idoso do município que promove a entrega de remédios e a visita de médicos a domicílio em Rio do Sul. Camila Garcia da Silva (Ponto de Pauta/ Ufsc – Florianópolis) foi classificada com uma reportagem intitulada “Aborto”. O trabalho procura ser abrangente ao falar das questões legais e os riscos do procedimento, além de ouvir a opinião dos médicos responsáveis pelos atos autorizados pela justiça.

No Destaque Acadêmico Televisão os finalistas são Antonio Zanella (Faculdade Estácio de Sá/ Florianópolis), com “Uma Luz no Fim do Tubo” – documentário que conta a saga de um surfista jovem que perde a visão em um acidente e, anos mais tarde, estimulado pela prática da ioga volta a surfar em Balneário Camboriú.

Amanda Luiza Correa Schneider (Univali/ Itajaí) também foi selecionada com “Nascer, crescer e envelhecer: o segredo do envelhecimento ativo”. Seu trabalho é um documentário experimental que procura estimular os idosos a uma vida ativa mostrando que a vida não acaba aos 60.  O terceiro classificado em televisão é Jackson da Silva Souza (Unisul/ Tubarão), com “Trânsito: Fatalidade ou Imprudência?”. O documentário relata quatro histórias verídicas – três de Tubarão e uma de Criciúma – e enfoca as repercussões de um acidente na vida dos entrevistados.